sábado, 29 de novembro de 2008

Sábio pensamento

Por que os catarinenses sofrem?

Ricardo Gondim.

Eu não suportaria ouvir que o povo catarinense é pecador e merece o castigo divino. As teodicéias da teologia clássica não fazem sentido para mim. A explicação que Deus, por sua "vontade permissiva", determinou em tempos imemoriais, por seu "sábio conselho", que em 2008 morressem tantas pessoas soterradas, pode ser coerente para os teólogos de plantão. Menos para mim. Quero também saber a justificativa dos neopentecostais que prometem vitória, prosperidade e vida blindada. Como ficam agora os cultos na rádio e na televisão em Santa Catarina? Os obedientes, os santos, passaram ilesos pela inundação?
Soli Deo Gloria.
Uma coisa é fazer teologia de cima de torres de marfim. Explicar o sofrimento contingencial com água na cintura é bem diferente.

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Palavra de Alerta para Pastores em nossa geração!

Zombando do dinheiro Sagrado

Ontem, domingo, 9 de novembro de 2008, foi uma grande data para nossa querida Igreja Canaã.
Foi o encerramento de mais um Congresso de Jovens, iniciado na sexta-feira. Plenamente coroado de êxito, ou seja, aprovado pelo Senhor.
Quando a liderança do Congresso - e da Juventude, prestou contas de seu trabalho, atinente à preparação e realização do evento, informou que desistiu de convidar cantores para o Congresso, porque lhe foi exigido entre 7 e 20 mil reais. E nós não dispomos desse capital.
Pus-me a pensar em uma pessoa participando de um Congresso de Jovens com 4 oportunidades para cantar e recebendo 10 mil reais. A conta é bem simples: dois mil e quinhentos reais para cantar um hino, o que leva entre 3 a 6 minutos.
A mim me parece que alguma coisa não vai bem, diante de tal supervalorização. E isso não tem nada que ver a crise global que começou em setembro. Vem de bem antes.
Ou a profissão de cantor está beirando a de jogador de futebol ou os pastores e líderes perderam a noção do significado do dinheiro do povo de Deus.
20 mil reais para (e por) uma exibição num show mundano tem lá o seu significado. Mas, é correto que ele sirva de parâmetro para a Casa de Deus?
Vejo uma grande revolução em andamento: a comercialização agressiva do sagrado. A profanação absurda do celestial. A deterioração do divino.
Aonde vamos parar?
Meses atrás preguei em uma Igreja por 3 noites.
Como de todos é sabido, utilizo o púlpito entre hora e meia e duas horas, cada vez que prego.
Claro que não preguei mensagens que o povo pediu.
Claro que não preguei com play-back.
Claro que não preguei mensagens repetidas pela centésima vez.
Claro que o esforço foi infinitamente diferente da distinta que esteve no mesmo evento e cantou 6 hinos: dois em cada noite. Mas, na verdade, foram apenas 3 porque em cada noite ela cantava um que era sempre o mesmo.
Ao terminar o Congresso, recebi uma oferta de amor de dois mil reais e a pop-star gospel recebeu seis mil reais de cachê.
Não admira os carros importados e as mansões de luxo que esses astros e estrelas exibem e desfrutam.
Sinto-me mais particularmente impressionado com os casos em que esses cachês são retirados do Tesouro da Casa de Deus, ou seja, dos dízimos sagrados que representam, também, a fidelidade de milhares de crentes que ganham salários minguados.
Parece que existe alguma coisa estranha no ar. Aliás, nos templos sagrados.
Outro dia um pastor contou-me um caso estranho. Um diácono foi à tesouraria de uma igreja buscar a cota semanal da ração dos animais do líder, que lhe foi prontamente entregue. Era algo que passava de um mil e oitocentos reais.
Cinco minutos depois, um irmãozinho pálido e triste procurou a mesma pessoa na tesouraria para pedir cinco reais para completar o pagamento da luz, a fim de que não lhe cortassem a energia de casa. A resposta foi taxativa, imediata e áspera: NÃO TEMOS.
Esse não temos foi ouvido lá em cima, onde habita o Justo Juiz. O mesmo Juiz Justo que está contemplando, irado, a malversação do dinheiro sagrado, que se doa prodigamente para os famosos.
Voltando ao caso que mencionei acima, acrescento que a mesma levita vendeu 11 mil reais de cds com música gospel, depois de palavras agitadoras dirigidas para o seu fã-clube.
Essa situação é praticamente irreversível, porque as únicas pessoas que poderiam frear esse carnaval monetário seriam os pastores. Mas, como? se são eles que alimentam os atores e atrizes desse espetáculo de gastança?
Não faz muito, em uma igreja por aí foi sugerido o nome de uma pessoa para ministrar a Palavra de Deus em um Congresso e o líder da paróquia recusou-se a referendar o seu nome, por uma razão pateticamente importante: Não chamem esse não, que não dá IBOPE. E se trata de uma pessoa de jejum e oração. Mas que fala para pessoas e não para galeras.
Outro dia eu estive pregando em um outro Congresso, que recebeu uma boa verba do Poder Público Municipal, suficiente para todos os gastos.
Alguma coisa aconteceu no meio dos que administravam a verba para o Congresso, que o dinheiro sumiu. Quando fui pregar, me pediram encarecidamente que recolhesse uma oferta, para poderem cobrir os gastos do final do abençoado Congresso.
Faz pouquinho tempo cheguei em um aeroporto e os que me foram apanhar estavam indignados porque o notável orador que havia sido convidado, recebera o dinheiro de duas passagens, para si e sua esposa, e... decidiu ir ministrar unção em outro lugar, que também lhe pagara a passagem.
Desde que os pastores deixaram de fazer estudos bíblicos nas reuniões convencionais e os substituiram por reformas intermináveis de estatutos e eleições presidenciais, que nunca mais se ouviu falar de Tribunal de Cristo, um certo acontecimento anunciado na Bíblia para prestação de contas dos nossos atos aqui na Terra. O assunto agora é: votem em fulano e nunca em sicrano.! Por haverem vivido noutro tempo, Pedro e Paulo escaparam disto.
A mim pouco me importa se houver reações intempestivas a estas linhas que escrevo. Por exemplo, uma pessoa que poderia me contestar seria um daqueles pastores que neste ano de 2008 me convidaram para pregar em suas igrejas e na hora de eu ir para o aeroporto, não apareceu ninguém. Tive que pagar a conta do hotel e o táxi do aeroporto. Quanto aos levitas, o tratamento foi VIP.
Já fiz referência neste blog a pessoas e igrejas que são generosas e amáveis e sabem tratar bem os profetas de Deus.
Hoje, porém, estou me voltando contra os perdulários, os gastadores do dinheiro sagrado, esses que estão fazendo as fortunas dos já ricos com o dinheiro dos extremamente pobres.
Termino dizendo que muitas vezes alguns profissionais do cântico (jamais do louvor) são arrogantes, abusados e imponentes e nada mais lhes interessa senão o vil metal, por sinal sempre pago com muita antecedência.
Um desses peraltas, há não muito tempo, conversava com um parceiro num hotel, quando foi ouvido por um piedoso homem de Deus, que estava por trás da coluna. Ele disse literalmente: estou indo outra vez arrancar o dinheiro daqueles trouxas.
Vale lembrar que esse personagem estava indo para um Congresso de Poder e Renovação. E quando lá chegou, anunciou: "quanto eu cantar esse louvor, o fogo vai cair".
E muita gente insiste em chamar a essas coisas todas de O GRANDE AVIVAMENTO BRASILEIRO.
Creio firmemente na Onisciência do Senhor. Ou seja, creio que Ele conhece o passado, o presente e o futuro.
Creio sinceramente que Ele estava anteolhando esses tristes fatos e realidades, quando declarou: "vomitar-te-ei da minha boca".
No entanto, olho para Ele e vejo que também é ONIPOTENTE. Por isso digo: Ainda resta uma esperança!Não fique neutro. Deixe algum comentário após ler estas linhas. Vamos ver se apenas eu estou contemplando este quadro desolador. Chamar essas coisas todas de avivamento precisa ser revisto.

GNG

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Frase do dia

Homem é igual a pão de forma. Quadrado, miolo mole e é facil de dobrar

Para meditar neste dia!!!

Coisas que eu aprendi ... e tenho aprendido

Eu aprendi...Que por baixo da casca " grossa" existe uma pessoa que deseja ser apreciada, compreendida e amada...
Que ignorar os fatos não os altera...
Que quando você planeja se nivelar com alguém, apenas, esta permitindo que essa pessoa continue a magoar você
Que ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa...Que não importa quanta seriedade a vida exija de você, cada um de nós precisa de um amigo brincalhão para se divertir juntos....Que algumas vezes tudo que precisamos é de uma mão para segurar e um coração para nos entender...
Que ser gentil é mais importante do que estar certo... Que sem Jesus tudo se torna sem graça,é como se assistissimos um lindo filme, porém em uma televisão preto e branco pode ser bom, más fica faltando vida.

pr. Wallace ribeiro

Dica de leitura

Os 7 degraus da queda de Pedro

Irmão Delcio Meireles

1° Rejeição da Cruz= Mc 16.21-22
2°Arrogancia Espiritual=Mc 14.29
3º Relaxamento na devoção= Mc 14.37

Vale a pena ler e meditar neste pequeno grande livro. Algo que me tocou ao lê-lo foi o ponto tocado pelo irmão que diz assim: "Os cristãos de modo geral se identificam com Simão Pedro no novo testamento e com Jacó no Antigo Testamento. Isso porque a história deles manifesta exemplos de quedas e fracassos bem conhecidos da maioria dos crentes". Neles também vemos a graça maravilhosa de Deus buscando moldálos segundo a imagem dos seu Filho Primogênito (Rm 8.28-30).
Vai para vc uma dica de leitura preciosa!!

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Frases que marcaram minha vida!!

Toda saudade é uma espécie de velhice. É por isto que os olhos dos velhos vão se enchendo de ausências. "Memória fraca pensam os jovens. Engano!!! È que sua alma sabe o que merece ser lembrado.Esquecem do que aconteceu ontem, mas se lembram do que aconteceu a muito tempo, como se fosse hoje.

Rubem Alves= Extraido do livro "Se eu pudesse viver minha vida novamente...."

sábado, 22 de novembro de 2008

Vale a pena Meditar sobre a comparação entre Cristo e a Igreja

O Sol e a Lua

C. H. Mackintosh

Uma linda ilustração do Senhor Jesus e a Sua Igreja.
O Sol
O sol é o grande centro de luz, o centro do nosso sistema. Em redor dele giram os astros menores. Dele recebem, também a sua luz. Por isso, o sol pode, legitimamente, ser visto como um símbolo próprio d’Aquele que em breve há de levantar-Se, trazendo cura nas Suas asas, para alegrar os corações daqueles que temem o Senhor. A aptidão e beleza do símbolo são inteiramente claras para quem, tendo passado a noite em vigília, presencia o nascer do sol dourando com os seus raios o céu oriental. As neblinas e as sombras da noite são dispersas, e toda a criação parece aclamar o regresso do astro de luz. Assim será, em breve, quando aparecer o Sol da Justiça. As sombras da noite fugirão, e toda a criação regozijar-se-á com o raiar de uma “manhã sem nuvens” – o alvorecer de um dia brilhante e interminável de glória.

A Lua

A lua, sendo por si mesma opaca, recebe toda a sua luz do sol. A lua reflete sempre a luz do sol, salvo quando a terra e as suas influências intervêm. Tão depressa o sol se põe no nosso horizonte, a lua apresenta-se para receber os seus raios de luz e refleti-los outra vez sobre o mundo na escuridão; ou no caso de ser visível durante o dia exibe sempre uma luz pálida, como resultado inevitável de aparecer na presença de maior claridade. É verdade, como tem sido observado, que o mundo às vezes interpõe: nuvens escuras, neblinas cerradas, e vapores gelados, também, levantam-se da superfície da terra e ocultam da nossa vista, a luz prateada da lua.
Contudo, assim como o sol é o símbolo lindo e próprio de Cristo, do mesmo modo a luz nos lembra admiravelmente a Igreja. A origem da sua luz está oculta para a vista. O mundo não O vê, mas ela vê-O; e é responsável por refletir os Seus raios de luz sobre o mundo de trevas. O mundo não tem meio de conhecer coisa alguma de Cristo senão por meio da Igreja. “Vós”, diz o apóstolo Paulo, “sois a nossa carta,... conhecida e lida por todos os homens”. E acrescenta: “Porque já é manifesto que vós sois a carta de Cristo” (2 Co 3:2). Que lugar de responsabilidade! Quão sinceramente deve ela vigiar contra tudo que impede o reflexo da luz celestial de Cristo em todos os seus caminhos! Porém, como deve a Igreja refletir esta luz? Permitindo que a luz brilhe límpida. Se a Igreja tão somente andar na luz de Cristo, há de, certamente, refletir a Sua luz; e isto, mantê-la-á sempre na sua própria posição.
A luz da lua não é sua. Do mesmo modo acontece com a Igreja. Ela não é chamada para se mostrar a si mesma ao mundo. Deve, simplesmente, refletir a luz que recebe. É obrigada a estudar, com santa devoção, o caminho que o Senhor trilhou aqui no mundo; e mediante a energia do Espírito Santo, que habita nela, seguir nesse caminho. Mas, ah! O mundo com as suas neblinas, nuvens, e os seus vapores, intervém e oculta a luz e mancha a epístola. O mundo não pode ver muito dos traços do caráter de Cristo naqueles que se chamam pelo Seu nome; na verdade, em muitos casos, eles apresentam um contraste humilhante, em vez de uma semelhança. Possamos nós conhecer Cristo devotamente, de modo a podermos imitá-lo mais fielmente.
Trecho extraído do livro: Estudo Sobre o Livro de Gênesis – C. H. Mackintosh - páginas 12 e 13 – Editora Depósito de Literatura Cristã
Ministração da Palavra dia 16/11/2008

Domingo

Ig Batista Betel em Alto Caparaó MG

At 3:01-10

Deus é Deus de coisas grandes. Esta frase apesar de simples fala alto ao nosso coração!
Quantas coisas grandes aqueles que servem a Deus já provaram na pratica em suas vidas.
Pensando nisto neste domingo refletimos sobra algumas coisas grandes que aconteceram na porta do templo chamada Formosa que esta registrado no livro de Atos capitulo 3.

1° Ponto de destaque:

Um grande momento

A hora da oração= Como a oração é mal interpretada em nosso tempo. Muitos não tem pratica devocional sem isto causar nem um pingo de sentimento. Precisamos rever conceitos de oração em nosso ajuntamneto como parte da Igreja de Deus
João e Pedro estavam indo para oração da hora nona( 3 da tarde)
Que horas voce tem dedicado a oração, sua devocional tem sido marcada por compromisso?

2° Ponto de destaque:

Uma grande enfermidade: Paralisia de nascimento

Um homem que pedia esmolas diariamente na porta do templo. Ora recebia donativos. As vezes não. Quanta dificuldade ele enfrentava.
Muitos filhos de Deus enfrentam problemas diversos como a paralisia deste homem. São grandes problemas que precisam de um grande Deus para socorrer e entrar com providencia.
Talvez o amado leitor enfrenta um grande problema em seu casamento neste dia. Ou quem sabe na vida pessoal. Quero te dizer que para Deus não há impossiveis em suas promessas!!

3°Ponto de destaque:

Uma grande oportunidade: Ver Pedro e João chegando ali para oração!

Como servo de Deus e na função pastoral tenho visto como as pessoas perdem oportunidades na suas vidas. Como a juventude em nossa realidade perde tempo com coisas sem valor. Vivemos uma realidade onde o jovem a cada dia deixa os estudos por simples desejo e vontade, não se dando conta que amanhã pode fazer falta para ele.
Na minha vida vejo quantas oportunidades já perdi como filho de agradar meus pais e familiares com alguma atitude de amor.

Pense nas oportunidades que não vão bater na porta duas vezes!

Que Deus nestas breves palavras possa falar ao seu coração

Em Cristo Jesus aquele que tem a salvação em graça para sua vida!

Pr Carlos Eduardo Franco Oliveira
Obs: Divulgue este blog e leia a sua biblia conferindo os texto sugeridos