quarta-feira, 30 de junho de 2010

As Oito fases da Casa de Deus



1) O Tabernáculo
De 1500 a 1000 A .C – Ex 25:8
Deus veio morar nele – Ex 40:33-38
A causa da sua destruição: infidelidade, irrealidade, obsessão.

I Sm 2:12-17; 22-25, 27-29; 4:1-5; 10,11, 17-22;
II Sm 6:3-11, 12-17; 7:1-13; Sl 132;
I Rs 3:4, 5, 10, 15; Sl 78:60


2) O Templo de Salomão
De 1000 a 586 A.C
I Rs 8:6, 7, 10, 11, 13, 27. Foi o centro do culto a Deus, mesmo depois da divisão causada por Jeroboão. Foi destruído por Nabucodonosor em 586 A .C na terceira expedição. O culto cessou durante 40 anos.

Causas: Idolatria e Imoralidade;
Ez 8:3-12; 9:3, 4, 18, 19 – 11:22, 23 (43:1-5)


3) O Templo de Zorobabel
De 536 ao nascimento de Cristo
Os alicerces são lançados – 3:10-13
Conclusão – 6:14-17
Embelezamento – 7:10, 27
Foi profanada por Antíoco Epifânio e restaurado por Herodes, após 46 anos de trabalho – Jo 2:20


4) O Templo da Pessoa do Senhor Jesus
De 30 a 33 e meio D.C
Jo 2:19-22; Mt 23
Habitou entre nós - Jo 1:14
Habitou nEle – Cl 1:19; 2:9
Destruí este templo (naós) – Jo 2:19-22


5) O Templo da Igreja
De 35 ao Arrebatamento - (Data Indefinida - Mt 24:36, I Ts 5:2)
O Mistério de Deus – Cl 2:2
O Mistério de Cristo – Ef 3:4-6

O Espírito com e em vós – Jo 14:17
Jesus não havia sido glorificado – Jo 7:37-39
Batizados formando um corpo – I Co 12:13
Há um só corpo – Ef 4:1
A Igreja é o Corpo – Ef 1:22, 23
Edifício, habitação de Deus no Espírito – Ef 2:21, 22
Casa espiritual – I Pe 2:4, 5
Vosso corpo é santuário de Deus – I Co 6:19
Vós sois o santuário de Deus – I Co 3:16


6) O Templo Durante a Grande Tribulação – Apocalipse 11:1-3
Na Segunda Carta aos Tessalonicenses, Paulo escreveu que o Anticristo se assentará no “santuário de Deus” (Ap 2:4). Jesus se referiu a este fato quando falou sobre “o abominável da desolação” (Mt 24:15). Portanto o Templo Judaico deverá ser novamente edificado.


7) O Templo Durante o Milênio – Ezequiel 40
Esta revelação foi dada ao profeta Ezequiel, quando este se encontrava no exílio babilônico. O ultimo ataque de Satanás será desferido contra “o arraial dos santos e a cidade querida” (Ap 20:9).


8) O Templo da Nova Jerusalém – Apocalipse 21, 22
Cidade-Templo, Cidade-Noiva 21:2
O Santuário é o Senhor – 21, 22
A glória de Deus a ilumina – 21, 23
O Cordeiro é a sua lâmpada 21, 23


A Glória de Deus Abandona o Templo
A contaminação do Templo – Ez 8
A glória de Deus estava lá – Ez 8:4
Deus iria se afastar dele – Ez 8:6
Diziam que Deus não via – Ez 8:12
Mulheres choravam por Tamuz (Adonis, grego) – Ez 8:14
Davam as costas para o Templo e adoravam o sol – Ez 8:16

O Inicio do Afastamento da Glória – Ezequiel 9
A glória se eleva do querubim – 9:3
Os que temem são selados – 9:4
O julgamento começa pelo santuário – 9:6

A Glória Prossegue se Retirando – Ezequiel 10
Se eleva dos querubins e vai para a entrada da casa – 10:4
Da casa passa aos querubins – 10:8
Se dirigem à Porta Oriental da Casa do Senhor – 10:19

A Glória se Afasta Totalmente do Templo – Ezequiel 11
A glória estava sobre os querubins; eles sobem da cidade e se colocam sobre o Monte ao Oriente da Cidade – Ez 11:22, 23

O Retorno da Glória do Senhor – Ezequiel 43:15
Será que a Igreja, a Casa de Deus, o Templo do Espírito Santo, conserva a Glória do Senhor desde os dias primitivos, desde o Pentecoste? A Glória será restaurada antes do arrebatamento dos Vencedores? Que o Senhor tenha misericórdia do Seu povo! Onde está Sua glória hoje?

Quando o Templo foi restaurado nos dias de Zorobabel e embelezado por Esdras, algumas coisas importantes do Templo edificado por Salomão não retornaram: não houve fogo do céu para consumir os sacrifícios o Sumo Sacerdote não possuía mais o Urim e o Tumim, as pedras que simbolizavam Luz e Revelação, a quantidade de bois e ovelhas oferecidos estava longe daquela oferecida por Salomão, o Santo dos Santos estava vazio: a Arca da Aliança não estava mais lá.

Seriam essas coisas indicações do Senhor com respeito à restauração da Igreja em nossos dias? É lamentável se assim for, mas Paulo não disse que tudo o que dantes foi escrito foi escrito para nosso ensino? (Rm 15:3). A história de Israel não é um espelho para a Igreja? A Arca da Aliança não foi levada pelos Filisteus, devido à infidelidade do povo de Deus? O Tabernáculo não ficou sem a Arca, deixando vazio o Santo dos Santos? E não é verdade que o Santo dos Santos não voltou para ele? Davi não armou uma tenda em Jerusalém e não ofereceu sacrifícios diante dela, o mesmo fazendo Salomão, depois de ter recebido a revelação do Senhor em Gibeá, onde estava o Tabernáculo? Depois disso a Arca não foi levada para ser colocada no templo de Salomão, e ali a Glória de Deus não encheu a casa permanecendo nela até a visão de Ezequiel?

Será que a Glória de Deus ainda permanece com a Igreja, mesmo depois de tanto fracasso e desobediência? Nos dias de Pedro e João eles confessaram: “Não tenho prata nem ouro,” mas por outro lado, tinham a vida e o poder para declarar: “O que tenho, isso te dou: Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, anda” (At 3:1-10).

Autor: Delcio Meireles

Amigos que contribuem com pérolas...para nossa vida


Ser despertado, levantar-se, subir e edificar.
Ao passar pregão por todo o seu reino, Ciro pretendia despertar todos os judeus para subir a Jerusalém (Ed. 1). Ciro os encorajou dizendo que Deus seria com eles. No entanto, nem todos subiriam, pois alguns já se haviam estabelecido na terra do cativeiro com casa, gado, terra e etc.

Aos que decidissem ficar, foi dada uma ordem para que ajudassem com bens materiais os que subiriam. Quem foram os primeiros a se levantar? Foram os cabeças de famílias de Judá e Benjamim, sacerdotes e levitas. Além deles, havia outros cujo espírito fora despertado.

Entre ser despertado e subir há uma sensível diferença. Podemos dizer que todos foram despertados interiormente com o edito do rei. Quantos, porém, deram continuidade a esse sentimento interior? Um grupo menor levantou-se. Dentre os que se levantaram nem todos subiram. Alguns desistiram no início da caminhada ao encontrar alguma dificuldade, outros foram um pouco mais além. Ao final, apenas uma pequena minoria alcançou o objetivo final de chegar em Jerusalém.

Por que era tão difícil chegar a Jerusalém? Porque Jerusalém estava situada num monte, a distância desde a terra do cativeiro era grande e a carga que precisavam levar era pesada. Enfim, muitas coisas podem ter gerado desânimo e desencorajamento.

Subir a Jerusalém requer o pagamento de um alto preço. Quantos israelitas chegaram a Jerusalém? Aproximadamente dois milhões de israelitas foram levados para o cativeiro e, destes, apenas cinqüenta mil levantaram-se e chegaram a Jerusalém. Esse número, no entanto, não deve ser motivo de desânimo, mas de louvor e ações de graças ao Senhor, pois alguns subiram. Esses foram os primeiros dentre outros que ainda subiriam. Foram eles que iniciaram a restauração do templo e da cidade, restaurando o testemunho da unidade.

De igual modo, hoje Deus está chamando Seus filhos para a restauração da igreja, para que ela seja o testemunho da unidade do Seu povo. Mas, para isso, é preciso pagar um alto preço, especialmente no que diz respeito a negar a nós mesmos e tomar a cruz. Alguns são despertados para isso, mas ao perceber as implicações, desistem. Outros começam, mas desistem logo depois, por não estarem dispostos a tomar a cruz. Mas há os que pagam qualquer preço e vão até o fim. De que grupo você faz parte?


Contribuição recebida por e-mail.