quarta-feira, 24 de março de 2010

Uma Fé em Crise...Como vai nossa Fé?

Asafe quase renegou Deus porque começou a invejar a prosperidade dos ímpios. Ele viu que eles eram sadios, ricos e populares (1-12), enquanto ele nada recebia além de aflição pelos seus esforços para manter sua pureza (13-14). Parecia que simplesmente não compensava ser bom.

Atitude na crise: Nossa fé enfrentará desafios e ocasionalmente se tornará instável. Asafe tomou duas atitudes chaves que nos ajudam quando enfrentamos dúvidas e frustrações espirituais. Œ Ele não subverteu a fé de outros por palavras irrefletidas (15). Um homem piedoso prioriza o bem-estar de outros e não expõe dúvidas pessoais diante de cada irmão fraco.  Ele foi ao santuário de Deus (17). A solução para o seu problema veio quando ele começou a adorar o Senhor e considerou a grandeza e majestade dele. Alguns tendem a evitar oportunidades de adoração quando tropeçam espiritualmente, mas em momentos de fraqueza precisamos estar com o Senhor e seu povo mais do que nunca.

Solução para a crise: A amargura de Asafe pela injustiça da vida foi resolvida por duas considerações: Œ Ele considerou o "fim" dos ímpios e observou como Deus os tinha colocado em lugares escorregadios (17-20). Os ímpios, às vezes, prosperam, mas a prosperidade deles tem vida relativamente curta. Considere o "sucesso" de Sodoma e Gomorra (Gênesis 19), Senaqueribe (2 Reis 19) e Herodes (Atos 12). A boa fortuna dos ímpios é tão insegura como um sonho e uma pessoa sensata nunca cobiça a riqueza dos sonhos.  Ele percebeu a bênção perfeita do cuidado, guia e glória do Senhor (23-26). "Quem mais tenho eu no céu? Não há outro em quem eu me compraza na terra. Ainda que minha carne e o meu coração desfaleçam, Deus é a fortaleza do meu coração e a minha herança para sempre" (25-26). Ele repousou no que o Senhor era para ele: sua única satisfação e desejo. Em comparação, a prosperidade dos ímpios era nada.

domingo, 14 de março de 2010

Ceia do Senhor...Oportunidade para ter os nossos relacionamentos restaurados


Nesta data de hoje, tivemos oportunidade de participar com os irmãos da Ceia do SENHOR!!

Um momento maravilhoso onde pudemos refletir sobre dramas humanos, e olha que são varios, com base no livro de Rute. Um livro repleto de Esperança!!!!

Demos inicio relatando sobre o periodo de Juizes, cheio de decadencia e muitas imoralidades. Com destaque para o fato de nesta epoca o povo não ter direção adequada e por isto a cada dia indo de mal a pior. Mas nesta epoca se descreve o livro de Rute com um mixto de ESPERANÇA.

Minha oração e para que possamos desvendar algumas verdades nesta epoca de tempos muito parecido com o de Juizes.


Que Jesus possa avançar em nós e na proxima quarta no templo da Igreja Batista Betel teremos a Quarta da PALAVRA com o seguinte tema proposto: "Consequencias de nos aproximarmos de Deus".


Boa Semana para sua familia

quinta-feira, 4 de março de 2010

Reflexão para esta noite dia 4 de Março de 2010


SALMO 73:1-2-28

VERDADEIRAMENTE BOM É DEUS PARA COM ISRAEL, PARA COM OS LIMPOS DE CORAÇÃO.
QUANTO A MIM, OS MEUS PÉS QUASE QUE SE DESVIARAM; POUCO FALTOU PARA QUE ESCORREGASSEM OS MEUS PASSOS.
MAS PARA MIM, BOM É APROXIMAR-ME DE DEUS, PUS A MINHA CONFIANÇA NO SENHOR DEUS, PARA ANUNCIAR TODAS AS SUAS OBRAS.

NÓS VAMOS ANALISAR NESTE SALMO AS DUAS EXPERIÊNCIAS VIVIDAS PELO SALMISTA, DE SE DISTANCIAR E DE SE APROXIMAR DE DEUS.

O QUE ACONTECE QUANDO NOS DISTANCIAMOS DE DEUS.

1° Ponto que se deve considerar
O PRIMEIRO RESULTADO DE NOS AFASTARMOS DE DEUS É A INSATISFAÇÃO PESSOAL GENERALIZADA E PESSOAL.
SALMO 73:3
POIS EU TINHA INVEJA DOS SOBERBOS, AO VER A PROSPERIDADE DOS ÍMPIOS.

Quantas vezes ficamos insatisfeitos com nossa vida devido a inveja das pessoas sem carater santificado desta geração. Asafe começou a ter uma insatisfação consigo e logo depois esta mesma começou a tomar conta de seu coração de forma que ele já se via perto da queda. Segundo ele sua vida começa o provar um quase...
Quantas vezes em nossa vida não experimentamos um "quase" em nosso viver como cidadãos do REINO? Um "quase" em nossa vida conjugal? Um "quase" em nossa comunhão com a Igreja ou com os Servos de Deus que estão em nossa convivência?

Vale refletir sobre este SAL de N°73 e retirar preciosas lições para vida

Breve continuaremos com segundo ponto de destaque

quarta-feira, 3 de março de 2010

Quarta da Palavra= "Asafe e suas Crises"

Começamos a ministrar nesta quarta feira na Igreja Batista Betel sobre a vida deste homem chamado Asafe.
Espero que possamos crescer juntos na fé atraves dos ensinos preciosos da Biblia para o nosso viver.
Em breve detalhes das ministrações da Quarta da Palavra.

Um abraço para voce leitor(a)

Em Cristo

Pr Carlos e familia

O Brilho da Amizade...


A amizade é coisa que só cresce da solidão: ela é o encontro de duas solidões.

Rubem Alves (1933-) Escritor e Psicanalista Mineiro (As Cores do Crepúsculo)

O verdadeiro amigo não é solidário na desgraça, mas o que suporta o seu sucesso.

Vera Loyola (1947-) Socialaite Carioca (Extraído do Livro: Inveja, Mal Secreto, de Zuenir Ventura).

Bem este fim de semana estive ministrando na 3ª Igreja Presbiteriana de Juiz de Fora.
Agradeço a Deus pela amizade que tem nascido com Rev Eudes Duarte
Faço menção de destacar isto aqui pela maneira que nos recebeu em sua casa e sua querida esposa com seus filhos nos ensinaram pelas atitudes de um bom hospedeiro.
A Igreja que ali está completou 41 anos de fundação. Meu desejo é que o SENHOR JESUS avance a cada dia com os irmãos naquela cidade.
Creio que tem nascido na minha vida apesar de curta uma nova amizade que faço questão de registrar aqui neste blog para que os demais sejam testemunhas.

Jesus é o nosso SENHOR!!!